Selecione a categoria de produtos que pretende consultar.
Marcas
COMBATE A INCÊNDIOS
Os extintores são determinantes para controlar ou extinguir um incêndio até à chegada dos bombeiros. O estado de conservação de um extintor e a sua correta utilização podem fazer a diferença entre a vida e a morte e devem ser uma prioridade na sua segurança.
 
Dicas de instalação de extintores:
• O extintor deve instalar-se a pelo menos 1,20m de altura.
• O extintor deve estar desobstruído.
• Deve existir sinalização instalada a nível superior e a nível intermédio.
 
Cuidados de manutenção e conservação:
Verificação Trimestral: Exame visual de 7 passos.
Manutenção Anual: Envolve o manuseamento do extintor para se verificar o bom estado do agente do extintor e das peças.
Manutenção Adicional: De 5 em 5 anos para extintores de pó químico, de 10 em 10 anos para extintores de CO2 ou sempre que seja detetada uma não conformidade.
Recarga de extintores: Deve ser efetuada sempre que:
    o O extintor tenha sido utilizado, mesmo que parcialmente;
    o A qualidade do pó químico não satisfaça os critérios de aceitação;
    o O extintor não tenha sido intervencionado por nós no ano transato, uma vez que não podemos garantir a qualidade e validade do pó químico no seu interior.
 
Escolha a Sintimex para a sua segurança contra incêndios.
 
Marcas: Gloria

Cuidados de manutenção e conservação:
Verificação Trimestral: Exame visual de 7 passos.
Manutenção Anual: Envolve o manuseamento do extintor para se verificar o bom estado do agente do extintor e das peças.
Manutenção Adicional: De 5 em 5 anos para extintores de pó químico, de 10 em 10 anos para extintores de CO2 ou sempre que seja detetada uma não conformidade.
Recarga de extintores: Deve ser efetuada sempre que:
  o O extintor tenha sido utilizado, mesmo que parcialmente;
  o A qualidade do pó químico não satisfaça os critérios de aceitação;
  o O extintor não tenha sido intervencionado por nós no ano transato, uma vez que não podemos garantir a qualidade e validade do pó químico no seu interior.

Qual é o Tipo de Extintor Correto?


É de senso comum a necessidade de ter extintores à mão em todos os locais de trabalho e habitação. No entanto, será que todos tipos de extintores servem para todos os tipos de materiais inflamáveis? Nenhum extintor funciona com todos os tipos de material, então ter apenas um tipo de extintor no seu local de trabalho e/ou habitação pode não ser suficiente em caso de incêndio. Todos os extintores estão marcados com uma determinada etiqueta. Esta indica onde é que podem ser usados e onde é que não podem.

Para cada matéria inflamável existe um tipo de extintor, que garante a segurança durante o uso:

  • Madeira, Papel e Plástico
Extintores de Espuma, Químico Húmido, Água e Pó ABC - Geralmente rotulados como unidades de Classe A, são os melhores para serem usados nestes materiais. Os extintores de Dióxido de Carbono também podem ser usados para extinguir pequenos fogos.

  • Líquidos Combustíveis e Inflamáveis
Extintores de Espuma e Pó ABC/Pó BC - Nomeadamente o espuma, uma vez que cria uma cobertura que sufoca o fogo. A tentativa de usar extintores de incêndio à base de água pode realmente criar problemas maiores, pois podem causar vapor aquecido ou simplesmente empurrar o líquido inflamável ao redor, espalhando o fogo em vez de extingui-lo. Os extintores de químico húmido terão o mesmo problema – o químico que contêm só é eficaz em incêndios de gordura e óleo, e a base molhada simplesmente empurra o líquido inflamável ao redor. O dióxido de carbono pode ser utilizado, mas mais uma vez, não é eficaz no exterior e em grandes incêndios.

  • Gases Inflamáveis 
Extintores de Pó ABC ou BC - Estes são excepcionalmente perigosos. A única maneira de combater este tipo de incêndios é quebrar as reações químicas que estão a acontecer e abafar as chamas. Os extintores de pó são os únicos eficazes, todos os outros tipos poderão causar perigo para o utilizador.

  • Equipamento Eléctrico 
Extintores de Dióxido de Carbono - é o melhor tipo de extintor de incêndio em equipamentos eléctricos, ligados ou não. Extintores de pó também podem ser usados, mas sujam muito. Os de dióxido de carbono podem cobrir e remover o oxigénio do fogo, eliminando um dos três elementos necessários para um incêndio. Água, pó químico molhado, e espuma de extintores nunca deve ser usado em incêndios eléctricos - se a electricidade foi desligada, eles podem causar danos ao equipamento. Pior ainda, se a electricidade não foi desligada, esses extintores pode conduzir a electricidade de volta para o usuário, levando a choque eléctrico prejudicial ou até mesmo fatal.

  • Óleos de Cozinha e Gorduras
Extintores de Químico Húmido - são perfeitos para este tipo de incêndios. As interacções dos químicos com os óleos e as gorduras tornam-nas num sólido, como se fosse sabão, uma substância que não é inflamável. Isso remove o combustível do fogo, extinguindo-o rapidamente. O pó, bem como a espuma, pode ser utilizado em caso de emergência. A água apenas piora a situação e dióxido de carbono terá simplesmente um efeito nulo.

  • Metais
Extintores de Pó Especial D - Os fogos em metal são raros e, portanto, muitas pessoas não tem a certeza de como lidar com eles. Substâncias como o magnésio e o potássio podem entrar em combustão, sendo um incêndio difícil de controlar. Se os extintores forem rotulados como "químico seco", os produtos químicos podem interagir com o metal e criar um incêndio ainda maior. Além disso, devido ao teor de hidrogénio em extintores de água, um incêndio com um metal como combustível, pode, na verdade, aumentar.

Ao ter os tipos correctos de extintores de incêndio sempre à mão e uma equipa treinada, é possível evitar ferimentos e danos materiais de maior. Certifique-se que os seus funcionários estão atualizados em relação à segurança contra incêndios e que eles também sabem que, em caso de dúvida, o melhor é procurar alguém que saiba qual o extintor mais apropriado para usar.

Pesquisa por
Marca
Preço
0 € - 425 €